sábado, 16 de outubro de 2010

Reprimir as emoções e vida estagnada

"Quando os sentimentos não são vividos em sua plena intensidade e realidade, o fluxo de vida
interior fica necessariamente estagnado. A pessoa, em consequência, percebe que está
inexplicavelmente paralisada. Suas ações passam a ser ineficazes. A vida parece obstruir todas as
suas metas e desejos. Ela descobre que as portas estão fechadas para a concretização de seus
talentos, de suas necessidades, de si mesma. A chamada preguiça pode ser uma manifestação desse
fenômeno. A falta de criatividade é outra. Um sentimento de desespero generalizado, sem ser capaz
de defini-lo, pode ser outra. (Nesse último caso, a pessoa pode muitas vezes “usar” um fato ou
dificuldade atuais para explicar seu estado interior.) Um senso de futilidade e confusão com respeito
à vida e ao papel exercido nela envolvem a pessoa que resiste a viver até o fim os sentimentos que
abriga, e que continua abrigando porque se ilude com a premissa de que evitar os sentimentos é uma
forma de sofrer menos do que expor-se a eles. Há muitas outras manifestações, que já discuti muitas
vezes. A incapacidade de sentir prazer, de viver a vida plenamente, é um dos efeitos mais difundidos
e generalizados. E não existe outro meio de ficar vivo a não ser trilhar o caminho que indiquei tantas vezes."
(O Guia, Trecho da palestra 190 - A Importância de vivenciar todos os sentimentos)

Essa palestra foi uma das mais importantes para mim até o momento. Eu sempre tive forte tendência em reprimir meus sentimentos. primeiro que eu achava que pessoas boas não tinham sentimentos negativos. e eu queria muito ser boa. Segundo porque achava que se não reprimisse tais sentimentos ia sair fazendo um monte de besteira. Hoje vejo que não é bem assim.

Então como conseqüência de tal repressão aconteceu o que o Guia diz nesse trecho. A energia ficou bloqueada e não importava o que eu fizesse nada dava resultado. Eu achava que isso acontecia por eu ser menos capaz que as outras pessoas. Essa era uma crença muito forte em mim.

Mas depois de ler essa palestra essa crença perdeu a força. Pois finalmente eu havia encontrado outra explicação para as coisas estarem estagnadas na minha vida. Era apenas devido a extrema repressão dos meus sentimentos e não por eu ser incapaz. E isso foi um grande alivio pois nesse momento o que parecia insoluvel passou a ter solução.

E depois que a falsa crença de incapacidade enfraqueceu começaram a surgir oportunidades em minha vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário